quinta-feira, 20 de junho de 2013

Subo neste palco, minha alma cheira a talco!



Oi pessoal tudo bem?



Hoje vou contar a vocês como foi a minha apresentação no teatro. Estão prontos? Sim? Então, lá vai…

Sábado, 08 de junho de 2013.



Cheguei ao teatro por volta das 12h. Fui de jeans e camiseta, como vou às aulas normalmente. O professor chega pra mim e diz: a prova de hoje é com a roupa de cena. Não acreditei. Fiquei passada! A minha ideia era provar de jeans, voltar pra casa, almoçar, buscar minha mala que já estava pronta e voltar ao teatro às 5 da tarde. Fiquei chateada. Poxa. Não sabia. Ele avisou e eu vou ouvi? Enfim, ele disse: você vai ter ir trocar de roupa.


Resumindo: tive que voltar pra casa correndo para buscar a roupa que iria usar no espetáculo. Corrí como um louca e cheguei em casa toda suada! Fazia muuuuuuuito calor! Minha maquiagem já estava indo embora e meu cabelo ja estava toda desarrumado.


Em casa, tomei outro banho, almocei rápido e saí. Quando cheguei ao teatro todo mundo já tinha ensaiado. Só faltava aquela que vos fala. Rs rs rs rs Ensaiei minha parte com o rapaz. Não gostei muito do nosso último ensaio mas enfim, queria terminar logo. Pronto! Um pouco de relax finalmente.


Fui ao camarim deixar minhas coisas. Liguei as caixas de som e coloquei um pouco de música para tocar.E aí começou a festa! I will survive! Lady marmalady, Gangman style, YMCA, entre outras. Fizemos muita bagunça! Muito maior do que aquela do ano passado. E mais uma vez, alguém veio pedir para parar com a confusão. Desta vez não foi o nosso professor mas uma pessoa do teatro, avisando que no andar debaixo tinham outras pessoas ensaiando. Não gravei o pessoal todo dançando por que eles ficaram com vergonha. Quando eu falei a palavra Youtube, todo mundo se assustou. Rs rs rs rs 


Este ano não levei uma mochila de rodinhas, levei uma mala de viagem! Coloquei as caixas de som, sanduíche, maquigem, secador de cabelo, laquê. Detalhe: este ano avacalhei geral e coloquei bob no cabelo! rs rs rs Como eu falei, na correria meus cachinhos sumiram. Então tive que atacar de Dona Florinda! Obviamente, tiraram sarro da minha cara. Olhem só a foto:



Comecei a gravar algumas coisas de dentro do camarim, mas não queria um vídeo muito longo. Então, tive que editar e excluir muita coisa. Me maquiei, ajeitei meu cabelo e fui gravar por trás do palco algumas partes da nossa peça. O clima era muito tenso. Imaginem o nervosismo de quem tem que começar primeiro. Tem que chegar “chegando” e quebrar o  gelo.


Ficamos atrás do palco e quando finalmente ouvimos a primeira risada, respiramos aliviados!! Viva!!! O povo tá rindo!!! Festejamos discretamente. Êêêêêêê

Gente, é muito legal.  Eu adoro subir no palco. Será que eu sou exibicionista? Maybe… Talvez eu seja, mas só um pouquinho. Rs rs rs rs


Depois da peça fomos comer um pizza. Todo mundo junto. Uma curiosidade para quem sabe: aqui na Itália, pedimos uma pizza para cada pessoa e é normal comer a pizza com as mãos. Quando digo com as “mãos” quero dizer sem usar talheres, ok? Rs rs rs rs Aproveitei o jantar para destribuir os chocolatinhos que eu tinha comprado pro pessoal. Acho que eles gostaram. Detalhe: a pizza estava ótima.


Enfim, eu estava muito concentrada naquilo que eu tinha que fazer. Não esqueci minhas falas e acho que estava até muito tranquila pois consegui olhar no rosto das pessoas na platéia. Não usamos microfone só a nossa voz mesmo. Então tínhamos que falar em alto e bom tom. Sem “comer” as palavras. Ano passado, o meu sotaque brasileiro era muito forte, vamos ver como me saí este ano. Ainda não vi o vídeo oficial.  Em breve, “reunião” com o grupo para ver o vídeo juntos.  


Quando eu tiver o vídeo, eu vou poder colocar o meu trecho aqui para vocês. Ou não.  rs rs rs rs 


Para ver o vídeo dos bastidores clique aqui.


Beijos e até o próximo post!
 

domingo, 16 de junho de 2013

Uma caixa, várias ideias!



Oi pessoal, tudo bem?

Voltei para escrever um post rapidinho. Assim que tiver um pouco mais de tempo conto como foi a minha apresentação no teatro. Estou editando um vídeo que fiz nos bastidores. Logo, logo estará no “ar”.

Vamos ao post…

Cheguei à uma recente conclusão: o fato de escrever um blog está estimulando a minha criatividade. Eureka! Do nada, surgem várias ideias. É engraçado. Infelizmente, não tenho tempo de materializar todas as ideias que me passam pela cabeça no momento. Tenho que estudar! Em breve, vou ter prova na faculdade.  Tenho que fazer um esforço pra “desligar” meu cérebro e me concentrar nos estudos. É a prioridade, o blog deve ser um hobby. Mas quando a inspiração vem é difícil segurar.

Voltando à história da criatividade… decidi fazer um mural para usar como fundo nos meus futuros vídeos. Usei o resto da caixa de papelão que tinha usado para fazer o organizador de maquiagem e fotos das ilhas do arquipélago toscano (geeeeente as ilhas são lindas!). Usei também papel de parede para aumentar a resistência do papelão. Furei com um prego os dois ângulos superiores, passei uma fita pelos furos e violà!
Queria fazer outra coisa também. Sabe aqueles cartões (com o nome do programa) que os apresentadores de televisão usam? Pois é, queria alguma coisa daquele tipo. Para fazê-lo cortei um retângulo e colei nos dois lados a capa de uma revista. Cortei  as letrinhas que queria e pronto!


Acho que vai ser bem legal “brincar” de apresentadora. :D


O que vocês acharam?


Beijos e até o próximo post!



segunda-feira, 3 de junho de 2013

To be, or not to be....




 Oi Pessoal, tudo bem?

Quando passou o trauma inicial de morar na Itália, comecei a procurar alguma coisa interessante para fazer. Ficar em casa nem pensar. Academia? Não! Até procurei mas depois desisti. Então decidi fazer aula de dança. O engraçado é que aqui o povo pensa que todo brasileiro sabe dançar. Eu não sei dançar. Nada. Os italianos pensam que a gente conhece os “bailes” latino-americanos: salsa, merende, rumba, essas coisas. Daí expliquei a eles que no Brasil temos nossos próprios ritmos. E que são tantos. Então, esses ritmos não fazem parte da nossa cultura. Algumas pessoas pensam que nós falamos espanhol. O Brasil causa muita confusão nas pessoas.

Uma vez li uma descrição interessante que dizia que o Brasil era como uma grande ilha na América Latina. Falamos uma língua diferente e temos uma cultura diferente. Não é algo tão absurdo de se pensar. Somos um continente dentro de um continente. Rs rs rs

Pensando no que fazer, decidi fazer aulas de Hip-Hop. Gosto muito deste ritmo. De vez em quando coloco Missy Elliott para tocar. Eu sei, eu sei, que os textos dessas músicas são bem explícitos. Mas gosto mesmo é do ritmo e tento não prestar muita atenção nas letras. A minha única exigência quando me inscrevi no curso era que não queria fazer aula com pessoas muitos jovens. Tinha um grupo de adultos, então, decidi me inscrever. Mas como o grupo de adultos era pequeno, nos juntaram com o grupo dos adolescentes. Oh my gosh! Me sentia meio deslocada mas aguenti até o final do semestre e me apresentei no teatro com eles. Acho que foi daí que nasceu meu amor pelo palco. É pura adrelina! rs rs rs rs

Desisti do hip-hop e decidi fazer aulas de teatro. Mas como eu não pensei nisso antes? Olhem só eu vestida de “santinha” para a peça do próximo sábado. Aliás, esta não sou eu. Esta é Laura. Vamos ver o que a Laura vai aprontar! 



Beijos e até o próximo post!
 




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...